Freio

O sistema de freios é de extrema importância para a segurança dos passageiros, sua finalidade é garantir a parada do veículo com segurança e manter o automovel parado quando estacionado.

 

Seguindo a premissa, conforme Slogan da própria Pirelli "Potência não é nada sem controle ", além do ato da frenagem, é fundamental que o veiculo esteja equipado com pneus em bom estado.


Como funciona o sistema de freio



O sistema tem seu funcionamento baseado no processo hidráulico, no momento que o motorista pisa no pedal é iniciado o funcionamento, que ocorre quando a pressão exercida no pedal de freio passa para o servo freio e, em seguida ao cilindro mestre, local aonde fica armazenado o fluido de freio. Neste momento uma pressão hidráulica é formada, fazendo com que a pastilha de freio seja comprimida contra o disco de freio e em veículos com freio a tambor, no eixo traseiro, ocorre o acionamento da sapata, através do cilindro de rodas, que fazem o carro parar.


Tipos de sistema de freio


Freio a disco



Neste sistema a parada do veiculo ocorre conforme a força aplicada no pedal de freio. O disco, instalado no eixo do automóvel, é pressionado pela pastilha que geram atrito, acoplada na pinça que sofre a ação dos êmbolos, movimentados pelo fluido. Normalmente utilizada no eixo dianteiro dos veículos de passeio, atualmente, fazem parte também do eixo traseiro da maior parte dos automóveis.


Freio a tambor



Presente no eixo traseiro dos automóveis de passeio, o sistema a tambor tem se tornado uma exceção nos lançamentos da industria automotiva. Sua manutenção é mais complicada e apresenta menor estabilidade ao condutor, fatores que vem provocando a menor presença deste sistema.
A parada do veiculo ocorre mediante pressão no pedal de freio que aciona o cilindro de roda fazendo deslocar a sapata ao encontro do tambor, provocando a interrupção do giro da roda.


Freio ABS



Literalmente, Sistema de travagem antibloqueio, construído com válvulas eletrônicas, responsáveis por evitar o travamento das rodas. Ele é um acessório acoplado ao sistema a disco ou tambor, equaliza o atrito entre pneu e pista, no momento da frenagem.


Cuidados na manutenção



O condutor é responsável pela disciplina de, a cada 10 mil quilômetros, levar o veiculo ao mecânico, para avaliação do sistema de freio. A verificação deve contemplar a análise visual da pastilha e cilindro de roda, como também o fluído de freio, item fundamental para manter o perfeito funcionamento do sistema. A eficácia do fluído de freio é garantida mediante sua substituição a cada 12 meses ou 10.000km rodados, o que vier primeiro.

O Freio um sistema muito importante para sua segurança. Por isso è aconselhável que o sistema de freios seja revisado neste curto intervalo de quilometragem ou tempo, evitando problemas como ruídos e trepidações no volante quando o freio é acionado. Você pode estar se perguntando se não é prematuro, ou ate mesmo exagero adotar esta precaução, mas pela nossa experiência observamos que é possível, em grande parte das visitas a oficina, a avaliação mecânica não identificar nenhuma necessidade de reparo. Contudo a ineficiência do sistema de frenagem no momento de emergencia, podem causar tantos transtornos que justificam esta rotina.

 

Em uma revisão no sistema de freios os principais itens são:


  • Pastilha de freio

  • Disco de freio

  • Cilindro de roda

  • Tambor de freio
  • 
Flexíveis

  • Servo freio
  • 
Fluído de freio.


Recomendação da Pneus Nacional



Após toda manutenção do sistema de freio, as pecas necessitam um periodo de acomodação, afinal são materiais de atrito, desta forma é indicado, durante os primeiros quilômetros, maior atenção no momento da frenagem.

 

Evite freadas bruscas logo após a manutenção deste sistema.

 

Freio


ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário abaixo e um de nossos consultores vai entrar em contato com você.